Plano de Ensino
Curso: 239 - SERVIÇO SOCIAL  
Disc.: 07463 - FORMAÇÃO PROFISSIONAL
Período: 2022B

BIBLIOGRAFIA BÁSICA:
ALVES, M. O. Desafio Histórico do Serviço Social. Curitiba: Intersaberes, 2016.
CASSAB, L. org. Ética Profssional no Serviço Social. Curitiba: Intersaberes, 2018.
MEIRELLES, G. A. L. Serviço Social e "questão social": das origens a contemporâneidade. Curitiba PR: Intersaberes, 2018.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:
ALVES, M. O. Desafio Histórico do Serviço Social. Curitiba: Intersaberes, 2016.
ALBONETE, E. A. G., O Serviço Social no Brasil: panorama histórico e desafios. Curitiba PR: Intersaberes, 2017.
SILVA, A. M. P. Instrumentalidade e Instrumentais Técnicos do Serviço Social. Curitiba: Intersaberes, 2017.
SOUZA, D. G. Produção Capitalista e Fundamentos do Serviço Social. Curitiba: Intersaberes, 2016.
BRANCO A. A. L. V. Serviço Social, direito e cidadania. Curitiba: Intersaberes, 2007.

EMENTA:
A Formação Profissional do Assistente Social. Atuação do Serviço Social no Tripé da Seguridade Social. Atuação do Serviço Social na Área Empresarial. Atuação do Serviço Social em outras Áreas.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

 



UNIDADE 1 – A FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO ASSISTENTE SOCIAL



1.1 Teoria e prática no Serviço Social



1.2 Discussões sobre a formação profissional do assistente social



1.3 Pluralismo no Serviço Social



 



UNIDADE 2 – ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NO TRIPÉ DA SEGURIDADE

SOCIAL



2.1 Saúde



2.2 Assistência social



2.3 Previdência social



 



UNIDADE 3 – ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NA ÁREA DO TRABALHO



3.1 Empresa



3.1.1. Recursos Humanos



3.1.2. Responsabilidade Social



 



UNIDADE 4 – ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NAS DIVERSAS ÁREAS



4.1 Área socioambiental



4.2 Educação



4.3 Área Jurídica



4.4 Área da Habitação



4.5 Assessoria e Consultoria



4.6 Terceiro Setor: ONGS E OSSIPS



OBJETIVOS:

- Refletir sobre a questão da atuação profissional do Serviço Social no contexto social contemporâneo;



- Discutir sobre a formação do assistente social.


INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO:

Critérios para composição da Média Semestral:



Para compor a Média Semestral da disciplina, leva-se em conta o desempenho atingido na avaliação formativa e na avaliação somativa, isto é, as notas alcançadas nas diferentes atividades virtuais e na(s) prova(s), da seguinte forma: Somatória das notas recebidas nas atividades virtuais, somada à nota da prova, dividido por 2. Caso a disciplina possua mais de uma prova, será considerada a média entre as provas.



Média Semestral: Somatória (Atividades Virtuais) + Média (Provas) / 2



Assim, se um aluno tirar 7 nas atividades e 5 na prova: MS = 7 + 5 / 2 = 6



Antes do lançamento desta nota final, será divulgada a média de cada aluno, dando a oportunidade de que os alunos que não tenham atingido média igual ou superior a 7,0 possam fazer a Recuperação das Atividades Virtuais.



Se a Média Semestral for igual ou superior a 4,0 e inferior a 7,0, o aluno ainda poderá fazer o Exame Final. A média entre a nota do Exame Final e a Média Semestral deverá ser igual ou superior a 5,0 para considerar o aluno aprovado na disciplina.



Assim, se um aluno tirar 6 na Média Semestral e tiver 5 no Exame Final: MF = 6 + 5 / 2 = 5,5 (Aprovado).